Chuva forte alaga casas de moradores do Jardim Renascença

Publicado em: 18 de abril de 2017

Os 40 minutos de chuva intensa inundaram e destruíram móveis e materiais de trabalho de moradores do bairro Jardim Renascença. O temporal da quarta-feira passada (12) teria menos ou nenhum impacto se a obra para instalação de tubulação para captação de água pluvial tivesse sido realizada.

Essa é a terceira vez que a moradora Cléa Maria Garcia, que trabalha como doméstica e artesã, sofre com um alagamento em sua casa, no período de pouco mais de 10 anos que reside no bairro. Com a chuva, a água subiu cerca de 20 centímetros e invadiu todos os cômodos da residência, molhando os móveis e materiais para confecção de artesanato. Outra moradora, vizinha de Clea, também passa pela mesma situação. Além dos móveis molhados, uma impressora foi estragada.

De acordo com os moradores do Renascença, o pedido de intervenção pela Prefeitura é antigo e já dura vários anos. No próprio local, alguns tubos de concreto estão dispostos na Praça Renascer, na rua José Galavoti, há pelo menos um ano, mas sem previsão para início de obra.

Em fevereiro, o vereador Sérgio Junior Henrique encaminhou um requerimento ao Executivo Municipal solicitando informações sobre a previsão para o início dessa obra, a elaboração do projeto e qual empresa deve executar o serviço no Jardim Renascença. Outros dois requerimentos, de mesma autoria, também pediam explicações sobre outros tubos de concreto de captação de água das chuvas deixados no Parque Nova Esperança e na avenida Natalino A. Fregonez, entre os bairros Alvorada e Beija-Flor.

Em resposta ao requerimento, o Departamento de Serviços Municipais informou que a obra no Renascença será iniciada em breve e que os tubos serão retirados da praça. Para esta obra, no entanto, serão utilizados os tubos deixados próximo ao Beija-Flor.  


Cadastre-se e receba notícias em seu email