Travestis e transexuais podem usar nome social em cartões de banco

Publicado em: 11 de abril de 2017

O Banco Central publicou, hoje (11), uma carta circular que permite a identificação de travestis e transexuais pelo nome social em cartões bancários, nas correspondências enviadas pelas instituições financeiras e no atendimento direto com o cliente.

O nome social é diferente daquele que consta na certidão de nascimento e outros documentos pessoais. Travestis e transexuais escolhem nomes sociais de acordo com o gênero que se identificam.

De acordo com a publicação, os bancos são os responsáveis pela escolha da documentação para conferência dos dados pessoais dos clientes, mas destaca que isso “não impede o reconhecimento da identidade de gênero de pessoas travestis e transexuais, inclusive mediante utilização do nome social em cartões de acesso a contas e instrumentos de pagamento, em canais de relacionamento com o cliente, na identificação de destinatários de correspondência remetidas pela instituição financeira, entre outros, bem como no atendimento pessoal do cliente”.


Cadastre-se e receba notícias em seu email